Edição número 4 | Janeiro a Junho de 2016

 

Edição número 3 | Julho a Dezembro de 2015

Edição número 2 | Janeiro a Julho de 2014

Edição número 1 | Julho a Dezembro de 2013

Primeiras palavras…

Em abril de 2013, é realizado o lançamento da Revista Acadêmica da FAT, a Boyrá, cuja palavra é feminina, de origem indígena (Tupi), que significa objeto precioso, colar de contas, joia, coisa preciosa.

Construindo uma analogia entre o significado do nome Boyrá com o propósito da Revista, esta, sem dúvida, se traduz também enquanto um objeto preciso para a ampliação do conhecimento.

A Revista é um esforço conjunto de professores da Graduação e da Pós-Graduação, para que a publicação possa divulgar a produção científica da instituição, além de estimular e desenvolver o intercâmbio entre pesquisadores, docentes, discentes e profissionais atuantes.

Por outro lado, fomenta a  troca de informações e experiências no âmbito da Faculdade do Tapajós com outras instituições nacionais ou estrangeiras, congêneres, contribuindo para a produção e socialização do conhecimento junto a sociedade.

 

Conselho Editorial da Boyrá


 

Prof. Dr.  Ruben Manuel Roman

Profa. Msc. Elzanira Sousa de Oliveira

Profa. Dra. Jussara Whitaker

Prof. Msc. Zadoque Freitas Nunes

Profa. Doutoranda Sonia Maria Caetano

Profa. Mestrando Carolina W. Pescaria

Profa. Msc. Marcia Eloisa Lasmar Bieri


 

Capítulo I – Da Identificação e Apresentação da Revista

Art. 1º – A Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá, é uma publicação Faculdade do Tapajós – FAT de Itaituba-PA.

Art. 2º – A Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá, será editada em volumes anuais compostos de 2 (dois) números, publicados em separado, a cada semestre. O primeiro volume anual deve ser publicado até 30 setembro e, o segundo volume até 31 de março do ano posterior.

  • 1º – A critério do Conselho Editorial a revista poderá editar números especiais.
  • 2º – Os números terão um mínimo de 50 (cinquenta) e um máximo de 200 (duzentas) páginas, com tiragem mínima de 250 (duzentos e cinquenta) exemplares;

Capítulo II – Dos Objetivos

Art. 3º – A Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá tem como objetivos primordiais:

  1. divulgar a produção científica da Faculdade do Tapajós – FAT;
  2. estimular e desenvolver o intercâmbio entre pesquisadores, docentes, discentes e profissionais atuantes na Faculdade do Tapajós – FAT;
  3. fomentar o intercâmbio de informações e experiências, no âmbito da Faculdade do Tapajós – FAT, com outras instituições nacionais ou estrangeiras, congêneres;
  4. contribuir para a produção e socialização do conhecimento junto a sociedade.

Capítulo III – Da Administração da Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – RAFAT

Art. 4º – O Conselho Editorial, fórum consultivo e deliberativo da Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá é composto:

  1. pelo(a) Diretor(a) Geral da Faculdade do Tapajós – FAT, como membro nato;
  2. por 07 (sete) representantes do Corpo Docente dos Cursos de Graduação e Pós-Graduação lato sensu afetos à Faculdade do Tapajós – FAT, devendo integrar ao menos um mestre e um doutor indicados pelo(a) Diretor(a) Geral da Faculdade do Tapajós – FAT e por docentes convidados de outras instituições nacionais ou estrangeiras, congêneres
  • 1º – O mandato dos membros do Conselho Editorial será de 02 (dois) anos, permitidas reconduções.

Art. 5º – O Conselho Editorial indicará, por maioria simples, entre seus membros um presidente com mandato de dois anos.

Art. 6º – O Conselho Editorial indicará entre seus membros o Editor-Chefe e o Editor Técnico- Científico da Revista, pelo mandato de um ano.

Art. 7º – São atribuições do Conselho Editorial:

  1. definir e alterar, quando necessário, as normas para publicação da Revista;
  2. definir critérios de prioridade de publicação a serem aplicados nos casos em que os artigos, aceitos para publicação, excederem o número máximo de páginas do número a ser editado, estabelecidas neste Regulamento;
  3. estabelecer critérios para a divulgação da Revista;
  4. zelar pela qualidade científica e pela periodicidade da Revista;
  5. estabelecer estratégias para a manutenção da Revista e a melhoria do seu posicionamento junto aos indexadores nacionais e internacionais;
  6. deliberar sobre os casos omissos neste Regulamento.
  • 1º – O Conselho Editorial se reunirá, ordinariamente, em cada semestre letivo e, extraordinariamente, quando necessário, por convocação do seu Presidente, ou ainda, por solicitação dos Editores da Revista ou de dois terços, no mínimo, de seus membros.
  • 2º – O Conselho Editorial funcionará com a presença de dois terços, no mínimo, de seus membros, deliberando por maioria simples dos presentes.
  • 3º – As reuniões ordinárias do Conselho Editorial serão convocadas com 03 (três) dias de antecedência e as extraordinárias com 02 (dois) dias de antecedência.
  • 4º – É substituído o membro do Conselho Editorial que, sem causa justificada e aceita pelo Conselho, faltar a 02 (duas) reuniões consecutivas ou a 03 (três) alternadas.
  • 5º – A justificativa de ausência deve ser encaminhada ao Conselho Editorial, que deliberará sobre a justificativa, por maioria simples.

Art. 8º – Ao Presidente do Conselho Editorial compete:

  1. cumprir e fazer cumprir as decisões do Conselho Editorial;
  2. convocar e presidir as reuniões do Conselho Editorial;
  3. exercer, nos casos de empate, o voto de qualidade;
  4. acompanhar o processo de edição de cada número;
  5. decidir ad referendum do Conselho Editorial, nos casos de urgência, ou de impedimento do Editor-Chefe sobre contratos ou convênios, convocando extraordinariamente o Conselho Editorial, no prazo de 72 (setenta e duas horas), para homologação de seus atos.

Art. 9º – O Conselho Consultivo é órgão de assessoramento da Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós, Boyrá é composto por pesquisadores nacionais e/ou internacionais de diferentes instituições e altamente qualificados, nas áreas temáticas da revista.

Art. 10º – Os trabalhos relativos à preparação, acompanhamento da editoração e distribuição da Revista estarão sob a responsabilidade do Editor-Chefe e do Editor Técnico-Científico da Revista.

  • 1º – São atribuições inerentes ao cargo de Editor-Chefe:
  1. cumprir as deliberações do Conselho Editorial;
  2. representar a Revista junto ao público e agências financiadoras;
  3. propor ao Conselho Editorial, estratégias para a manutenção da Revista e a melhoria do seu posicionamento junto aos indexadores nacionais e internacionais;
  4. atuar para proteger tanto os direitos do(s) autor(es) como os dos pareceristas, contribuindo para a comunicação objetiva e profissional entre as partes;
  5. coordenar os trabalhos de compilação dos números e volumes;
  6. acompanhar o processo de edição de cada número;
  7. providenciar a impressão e a divulgação da Revista;
  8. zelar pelo patrimônio utilizado pela Revista;
  9. substituir quando necessário, em impedimentos eventuais, o(a) Presidente do Conselho Editorial;
  10. prestar contas, semestralmente, dos atos de gestão.
  • 2º – São atribuições inerentes ao cargo de Editor Técnico-Científico:
  1. organizar, cadastrar e manter atualizado o banco de pareceristas da revista;
  2. controlar o recebimento e o fluxo dos artigos recebidos para publicação na Revista;
  3. verificar previamente se os artigos recebidos para a apreciação dos pareceristas da Revista, se encontram formatados dentro das normas para apresentação de originais;
  4. encaminhar os artigos aos pareceristas, bem como as diretrizes básicas para o procedimento do parecer;
  5. zelar pelo anonimato no processo de distribuição dos artigos;
  6. encaminhar ao Presidente do Conselho Editorial, após a publicação de cada número, arquivo em meio magnético de todas as informações daquele número;
  7. entregar ao Presidente do Conselho Editorial, após a publicação de cada número, envelope lacrado com todos os pareceres para fim de arquivamento e posterior abertura, caso seja necessário auditoria, preservando-se a não identificação do parecerista no referido parecer;
  8. auxiliar o(a) Editor-Chefe na execução de tarefas relativas à edição da Revista;
  9. substituir, em impedimentos eventuais, o(a) Editor-Chefe da Revista;
  10. acompanhar o processo de distribuição da Revista.
  • 3º – O Editor-Chefe e o Editor Técnico-Científico da Revista disporão de até 08 (oito) horas destinadas às atividades relacionadas à Revista, sem que isto implique em pagamento de função gratificada.

Art. 11 – A da Faculdade do Tapajós – FAT disponibilizará apoio técnico e administrativo à administração da Revista, para:

  1. auxiliar nas correspondências;
  2. auxiliar o Editor-Chefe e o Editor Técnico-Científico da Revista na execução de tarefas inerentes à editoração, divulgação e distribuição;
  3. realizar trabalhos de digitação/editoração;
  4. manter controle das atas das reuniões ordinárias e/ou extraordinárias do Conselho Editorial;
  5. manter controle da distribuição, estoque e reserva técnica da Revista;
  6. redigir as atas das reuniões do Conselho Editorial.

Capítulo IV – Da Publicação

Art. 12 – A Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá, aceitará para publicação artigos científicos inéditos, assim como ensaios, resenhas, caracterizados como de interesse à difusão de ideias e ao desenvolvimento da produção científica.

Art. 13 – O material para publicação deverá ser encaminhado de acordo com o disposto neste Regulamento e com as Normas para Publicação na Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós -Boyrá constantes no Anexo I.

Art. 14 – Os autores, ao submeterem artigos para publicação na Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá, serão legalmente responsáveis pela garantia de que o trabalho não constitui infração de direitos autorais, isentando a Faculdade do Tapajós, e o Conselho Editorial da Revista, de qualquer responsabilidade.

Art. 15 – As opiniões emitidas serão de exclusiva responsabilidade dos autores dos trabalhos, não expressando necessariamente a opinião da Faculdade do Tapajós – FAT ou do Conselho Editorial da Revista.

Art. 16 – Ao enviar o material para publicação, o(s) autor(es) estará(ao) automaticamente abrindo mão de seus direitos autorais, concordando com o Regulamento da Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá

Art. 17 – É vedado o pagamento, a título de honorários, aos autores de trabalhos encaminhados para publicação na Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá

Art. 18 – Os autores que tiverem seus artigos publicados receberão, mediante solicitação, 1 (um) exemplar do número da Revista.

Art. 19 – A Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá não reterá os direitos autorais de artigos não aceitos para publicação.

Art. 20 – Na contra-capa da Revista deverá conter o Corpo Editorial composto pelo: Conselho Editorial, pareceristas, se houverem, do referido número e indexadores.

Capítulo V – Da Análise dos Artigos para Publicação

Art. 21 – Para serem publicados na Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá os artigos deverão ser analisados quanto ao seu conteúdo e mérito, por pareceristas, garantido o anonimato da avaliação.

  • 1º – São pareceristas da Revista professores e pesquisadores da Faculdade do Tapajós – FAT e de outras instituições congêneres, desde que cadastrados.
  • 2º – Na falta de professores cadastrados poderão ser chamados pareceristas ad hoc.
  • 3º – Aos pareceristas será dado um prazo máximo de 30 (trinta) dias corridos, a partir da data de recebimento do trabalho, para a apresentação do parecer. Findo este prazo, sem que haja manifestação do parecerista, a ausência de parecer implicará na remessa do trabalho a outro parecerista.

Capítulo VI – Dos Recursos Financeiros

Art. 22 – Os recursos financeiros para produção e distribuição da Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá devem originar-se de recursos institucionais

(Faculdade do Tapajós – FAT ou órgãos financiadores) e, quando não houver, de colaborações voluntárias de pessoas físicas ou jurídicas.

Capítulo VII – Das Disposições Gerais

Art. 23 – Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pelo Conselho Editorial.

ANEXO I – DO REGULAMENTO DA REVISTA ACADÊMICA DA FACULDADE DO TAPAJÓS – BOYRÁ

Normas para publicação na Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós –Boyrá

1- Os artigos científicos submetidos à análise para publicação na Revista Acadêmica da Faculdade do Tapajós – Boyrá devem ser originais, não tendo sido publicados em outros meios de comunicação ou estarem sendo avaliados para publicação em outro periódico. Devem apresentar contribuição significativa para o debate acerca da produção do conhecimento.

2- Os trabalhos deverão ser enviados por meio eletrônico, para a Faculdade do Tapajós – FAT. Para cadastra-se e enviar o artigo o autor deve acessar o endereço: www.faculdadedotapajos.edu.br.

3- Durante o processo de submissão do artigo junto ao Conselho Editorial, no item “Indexação” deve-se, necessariamente, preencher o campo “Área e sub-área do Conhecimento Acadêmico”, escolhendo uma das áreas estabelecidas no Item 1 deste Anexo. Além deste campo, devem ser preenchidos também os campos “Classificação de Assunto” e “Palavras-chave”.

4- Para garantir o anonimato no processo de avaliação, o(s) autor(es) deve (m) anexar o arquivo com o artigo sem qualquer identificação no texto. Um arquivo complementar deverá ser anexado com a identificação do(s) autor(es) devendo-se incluir nome completo, vínculo institucional, vínculo com programas de pós-graduação e grupos de pesquisa, endereço postal e eletrônico. Neste arquivo pode-se incluir também notas de agradecimento a pessoas ou instituições financiadoras e/ou outras desejadas pelo(s) autor(es).

5- Para assegurar a integridade da avaliação por “pares cega”, em documentos elaborados em arquivos eletrônicos “.DOC”, a identificação do autor deve ser removida das propriedades do documento. No menu Arquivo > Propriedades, iniciando em Arquivo, no menu principal, e clicando na sequência: Arquivo > Salvar como… > Ferramentas (ou Opções no Mac) > Opções de segurança… > Remover informações pessoais do arquivo ao salvar > OK > Salvar.

6- O artigo a ser submetido deve conter:

  1. a) título: que represente adequadamente o conteúdo do trabalho, com no máximo 17 (dezessete) palavras, em negrito, fonte 12, alinhamento centralizado;
  2. b) resumo: em um (1) único parágrafo que contenha objetivo, metodologia, os principais resultados e conclusões, com 100 a 250 palavras, fonte 12, espaçamento simples;
  3. c) palavras-chave: no mínimo 3 (três) e no máximo 5 (cinco);
  4. d) O artigo poderá conter até quatro autores.
  5. e) introdução, objetivos, metodologia, desenvolvimento (revisão, resultados e discussões), conclusões ou considerações finais. Não necessariamente com estes títulos;
  6. f) referências: devem seguir as especificações adotadas pela ABNT e listadas, em ordem alfabética, ao final do artigo. Devem ser incluídas apenas as referências citadas no texto.

7- O Título da seção principal deve estar em caixa alta e em negrito. Na Seção secundária, somente a primeira letra da primeira palavra em caixa alta, em negrito. Demais seções, conforme seção secundária, porém sem negrito. Todos os títulos devem ser ajustados à esquerda e numerados sequencialmente.

8- Os trabalhos devem ser editados em Word for Windows; fonte Times New Roman, tamanho 12; espaçamento 1,5; tamanho do papel A4; margens superior e esquerda 3 cm e inferior e direita 2 cm. Devem ter no mínimo 15 (quinze) e no máximo 25 (vinte e cinco) páginas.

9- As notas devem ser numeradas consecutivamente ao longo do artigo, constar no final da página em que são mencionadas e serem utilizadas apenas quando efetivamente necessárias.

10- As citações diretas com mais de três (3) linhas, devem ser isoladas do corpo do texto e ter um recuo esquerdo de 4 cm, com letras tamanho 10, sem aspas.

11- A indicação das fontes das citações, diretas ou indiretas, deve ser realizada no sistema autor-data, no corpo do texto.

12- Ilustrações (figuras, quadros e tabelas) devem estar no corpo do texto e serem apresentadas em tamanho limitado às margens. Caso seja inserida alguma imagem no texto; recomenda-se o envio da mesma em arquivo anexado, em formato digital padrão JPG, com resolução mínima 200dpi; para que seja garantida a qualidade da mesma.

13- Os títulos de Tabelas e Quadros devem vir na parte superior, somente com a primeira letra da primeira palavra em caixa alta, precedida da palavra Tabela ou Quadro, numerados sequencialmente e presentes no texto o mais próximo possível de onde foi chamado (Tabela 1 – Área plantada de soja no Paraná, por exemplo). Todas as Tabelas e Quadros devem conter fonte na parte inferior e, grafada em tamanho 11.

14- Os títulos de Figuras devem vir na parte inferior, somente com a primeira letra da primeira palavra em caixa alta, precedida da palavra Figura, numeradas sequencialmente e presentes no texto o mais próximo possível de onde foi chamada (Figura 1 – Área plantada de soja no Paraná, por exemplo). Todas as Figuras devem conter fonte na parte inferior, logo abaixo do título da mesma e, grafada em tamanho 11.

15- Cada trabalho será submetido à apreciação de 01 (um) ou mais pareceristas que poderão aprová-lo na forma original, solicitar modificações ou manifestar-se sobre sua inadequação para a publicação. Quando reprovado os editores julgarão a conveniência ou não da publicação.

16- Os trabalhos serão examinados pelo sistema Blind Review, no qual os autores não são identificados pelos pareceristas em nenhuma fase do processo da avaliação.